dokdo

Dados Audiovisuais

Dokdo, Beautiful Island of Korea

Jurisdição sobre Dokdo após a Libertação Nacional

home > Dados Audiovisuais > Dokdo foi o primeiro território coreano a ser vítima da agressão japonesa > Jurisdição sobre Dokdo após a Libertação Nacional

print facebook twitter Pin it Post to Tumblr

Hanseong Ilbo

“Relatório da Expedição Científica (3) por Hong Jong-in”, Hanseong Ilbo (25 de setembro de 1947)

〔Tradução〕

O resultado mais concreto da expedição, ao final de todo o processo, será a publicação de relatórios de investigação científica. Antes disso, realizaremos sessões de informação e exposições e publicaremos um relatório geral que apresenta a ilha ao público. A apresentação do relatório realizada no Museu de Ciências de Seul em 10 de setembro foi um grande sucesso. A próxima exposição será realizada em Seul no início de novembro e, se as circunstâncias permitirem, também em Daegu. A exposição exibirá materiais XXX de cada unidade, incluindo fotos tiradas com grande custo e esforço pela Unidade de Reportagem. Nossos relatórios revelarão todos os aspectos de Ulleungdo a partir de uma perspectiva científica e servirão como material de referência para a Academia coreana. Nós humildemente esperamos a opinião crítica de todos. Uma vez que temos frequentemente sido perguntados sobre qual seria a conclusão da expedição a Ulleungdo, acreditamos que, primeiramente, há uma necessidade de explicarmos a essência desse projeto de uma forma simples, mas abrangente. Como já foi mostrado na sessão de apresentação de resultados, todos os participantes da expedição a Ulleungdo chegamos às seguintes conclusões em comum.

1. Ulleungdo tem uma posição ímpar e única quanto ao desenvolvimento do poder nacional devido à sua localização no Mar do Leste. 2. A ilha se encontra, no entanto, rumo à ruína. Se entregue à sorte, sem medidas especiais de proteção por parte do governo, ela perecerá em, no máximo, dez anos. A situação da ilha é explicada mais detalhadamente abaixo, com as seguintes sugestões às autoridades competentes:
1) O acesso às ilhas deve ser melhorado. Por ser a ilha isolada em termos de vida diária, modo de vida e cultura, a insegurança e os incômodos experimentados por seus moradores devem ser atenuados por meio de comissionamento de excelentes navios para fornecer serviços regulares de transporte entre a ilha e o município de Pohang. Além disso, quanto ao transporte interno da ilha, a administração ou a polícia deveria possuir, pelo menos, um barco de patrulha e resgate.
1) A pesca é a única indústria da ilha e deve ser fomentada ativamente. Atualmente, está limitada à pesca costeira, mais especificamente à captura de lulas por métodos primitivos. Grande parte das capturas e do esforço dos pescadores é desperdiçado pois não há instalações de processamento. A construção de instalações públicas para a pesca deve ser levada em conta, mesmo que apenas como uma forma de ajudar os moradores a se manterem. Esta é uma tarefa urgente. Além disso, para garantir o desenvolvimento da ilha como uma base de pesca em alto-mar, seus barcos e técnicas de pesca devem ser melhorados ou substituídos. Devem ser tratados também o risco e a insegurança causados pelos pequenos barcos de 700 toneladas atualmente utilizados. A troca dos mesmos poderá expandir as atividades pesqueiras, extremamente limitadas no momento, resultando em um aumento considerável da renda, ainda que a longo prazo.
1) Como as terras cultiváveis na ilha estão nas encostas de montanhas com inclinação de 40 graus ou mais, a superfície cultivada deve ser muito limitada para que haja proteção florestal. A extensão natural e a qualidade das florestas têm sido extensamente reduzidas desde o primeiro assentamento humano da ilha na tomada pelos invasores japoneses com o desmatamento por meio de queimadas. Continuando a ser negligenciada por cerca de dez anos, a devastação das florestas levará à destruição completa da ilha. O reflorestamento deve ser incentivado de modo que a madeira para barcos, construção e móveis possa ser fornecida na ilha e possa até mesmo ser exportada para o continente. Deve haver espaço para uma maior promoção da sericicultura e tecelagem de seda como indústrias colaterais para as famílias agrícolas e semiagrícolas. Juntamente com a formação de áreas de floresta, é necessário promover a criação de gado para criar produtos especializados da ilha.
1) Construção do porto e expansão das usinas: apesar das condições naturais desfavoráveis, instalações de construção do porto, tais como quebra-mares, deverão ser colocadas em prática em localizações possíveis. Graças à existência de uma bacia hidrográfica natural, é possível um aumento de cerca de 500 kWh em geração hidrelétrica para atender a demanda das indústrias da pesca e processamento de alimentos da ilha.

〔Texto Original〕

Original Text